Receba novidades - cadastre seu E-MAIL

sábado, 25 de abril de 2015

Datas Comemorativas - Dia das Mães

Datas comemorativas – “Dia das Mães”


A data surgiu em virtude do sofrimento de uma americana que, após perder a mãe, passou por um processo depressivo. As amigas mais próximas de Anna M. Jarvis, para livrá-la de tal sofrimento, fizeram uma homenagem para sua mãe, que havia trabalhado na guerra civil do país. A festa fez tanto sucesso que em 1914, o presidente Thomas Woodrow Wilson oficializou a data, e a comemoração se difundiu pelo mundo afora.

As mães são homenageadas desde os tempos mais antigos. Os povos gregos faziam uma comemoração à mãe dos deuses, Reia. Na Idade Média os trabalhadores que moravam longe de suas famílias ganhavam um dia para visitar suas mães, que os ingleses chamavam de “mothering day”.


Mãe é a mulher que gera e dá à luz um filho, mas também pode ser aquela que cria um ente querido como se fosse sua geradora, dando-lhe carinho e proteção.
As mães merecem respeito e muito amor de seus filhos, pois fazem tudo para agradá-los, sofrem com seus sofrimentos e querem que estes estejam sempre bem.
Com o passar dos anos, o dia das mães aqueceu o comércio de todo o mundo, pois os filhos sempre compram presentes para agradá-las e para agradecer toda forma de carinho e dedicação que recebem ao longo da vida.


Nas diferentes localidades do mundo, a comemoração é feita em dias diferentes. Na Noruega é comemorada no segundo domingo de fevereiro; na África do Sul e Portugal, no primeiro domingo de maio; na Suécia, no quarto domingo de maio; no México é uma data fixa, dia 10 de maio. Na Tailândia, no dia 12 de agosto, em comemoração ao aniversário da rainha Mom Rajawongse Sirikit. Em Israel não existe um dia próprio para as mães, mas sim um dia para a família.

No Brasil, assim como nos Estados Unidos, Japão, Turquia e Itália, a data é comemorada no segundo domingo de maio. Aqui, a data foi instituída pela associação cristã de moços, em maio de 1918, sendo oficializada pelo presidente Getúlio Vargas, no ano de 1932.


Objetivos:
a) Contextualizar a data com as crianças fazendo com que conheçam a história da instituição do Dia das Mães.
b) Promover uma reflexão com os alunos sobre as mães, sejam elas biológicas ou não.
c) Fazer mimos para presentear essas mulheres guerreiras.

1 – Cartão – Abraço


Materiais:  cartolina branca, papel color set amarelo, Giz de Cera Triangular, Big Canetas Hidrográficas (Acrilex), Cola branca e tesoura.

Modo de fazer :
a) Dobre um pedaço de cartolina branca de tamanho A4 ao meio, com as Big Canetas Hidrográficas, pinte as duas metades da mesma forma.
b) Risque o contorno das mãos, uma em cada parte da cartolina pintada. Recorte.
c) Pegue uma tira de papel color set amarelo, faça um desenho, escreva o nome da mamãe, uma mensagem, etc. Dobre como uma sanfoninha.
d) Cole uma mão de cada lado da sanfoninha.
e) Escreva com Big Caneta Hidrográfica preta algo para mamãe.
f)  Coloque num envelope e presenteie a mamãe no seu dia.

2 – Camiseta – Pintura de uma rosa


Materiais:  cartolina branca, tesoura, camiseta de algodão, Caneta Acrilpen vermelha (Acrilex), desenho de uma rosa estilizada e jornal.

Modo de fazer :
a) Risque o desenho da rosa estilizada na cartolina. Corte-a, fazendo um molde vazado.
b)  Coloque jornal por dentro da camiseta. Coloque o molde vazado sobre a camiseta no local de sua preferência.
c)   Com a Caneta Acrilpen vermelha, vá preenchendo os espaços vazados.


3 – Personalização de agenda - rosa


Materiais:  Agenda, desenho de uma rosa estilizada, carbono e Crystal Cola Brilliant vermelha (Acrilex).

Modo de fazer :
a) Coloque o papel carbono sobre a capa da agenda e, por cima dele, o desenho da rosa estilizada.
b)  Risque o desenho para que ele seja transferido para a capa da agenda.
c)  Preencha todo o desenho com a Crystal Cola Brilliant vermelha. Espere secar.
d)  Se quiser, coloque abaixo da rosa o nome da mamãe.


  
4 -  Sacola personalizada

Materiais:  Cartolina branca, tesoura, Canetas Acrilpen Acrilex (várias cores), jornal e sacola de lona.

Modo de fazer :
a)  Risque as letras do nome da mamãe sobre a cartolina. Recorte para fazer o molde vazado.
b)  Coloque jornal por dentro da sacola. Coloque o molde vazado sobre ela.
c)  Preencha os espaços vazados com as Canetas Acrilpen. Faça uma letra de cada cor ou todas as letras coloridas ou metade de uma cor, metade de outra, enfim, brinque a vontade com as cores. Espere secar.
d)  Tire o molde vazado e contorne as letras com Caneta Acrilpen preta.



5 -  Quadro de flores


Materiais: tela, Giz de Cera Triangular (Acrilex), papeis marmorizados com Tinta Nanquin Acrilex em tons de verde (folhas) e rosa (flores), papel color set preto e papel artesanal, tesoura e Cola branca.

Modo de fazer :
a) Pinte a tela com Giz de Cera Triangular.
b) Recorte um vaso no papel color set preto. Cole sobre a tela. Recorte outro vaso, 0,5 cm menor que o vaso de color set preto e cole sobre ele.
c) Recorte folhas de papel marmorizado verde (sulfite e Tinta Nanquin verde). Cole sobre a tela (base do buque).
d) Recorte círculos de papel de seda marmorizado com Tinta Nanquim Pink, amasse no meio de cada um pra fazer a flor e cole sobre a tela.
Obs: Faça um cartão bem gracioso, junte a tela e presenteie a mamãe.

Plano de aula postado no site da Acrilex - www.acrilex.com.br - link "Educadores" - Edição 16.

Ivete Raffa
Arte educadora e pedagoga
Capacitação e livros para professores

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Obras de Arte - Kandinsky

Obras de arte – Possibilidades de criação
“Kandinsky”


Kandinsky nasceu em 1866 em Moscou, na Rússia. Sua primeira vontade  foi ser músico, entretanto, formou-se em direito e economia política pela Universidade de Moscou. Aos 30 anos, encantado com um quadro de Monet, abandonou a carreira jurídica e iniciou seu trabalo artístico.

Seus primeiros trabalhos exprimiam a musicalidade e o folclore russo. Em Paris, Kandinsky entusiasmou-se pelas artes aplicadas e gráficas, bem como pelo estilo de pintura dos fauvistas.

"Velha cidade" - 1902

Casou-se com Gabriele Munter em 1900, separaram-se e voltaram a viver juntos por várias vezes. Nesse período conturbado, pintou várias telas, às quais dava sempre o nome de “Improvisação” 1, 2, 3.....inúmeras.

Em 1908, voltou a Munique. Foi colega de Paul Klee. Publicou o ensaio “Do espiritual na Arte”, em 1911, onde tratou a manifestação artística como expressão de uma necessidade interior. 

"Árabes" - 1909

Em 1912, publicou o almanaque “O cavaleiro azul”, nome de um quadro e do primeiro grupo expressionista, cuja vertente é mais lírica do que dramática, em relação ao grupo expressionista Die Brucke. Suas obras transbordavam em cores vivas e quentes.

"Improvisação" - 1912

Em 1917 casou-se novamente com Nina Andreevsck. Tiveram apenas um filho que faleceu com apenas dois anos de idade. Esse fato fez com que Kandinsly entrasse em tristeza profunda. Começou a pintar com manchas, riscos, borrões, com cores escuras, com formas fragmentadas dando a impressão que queria quebrar ou destruir o que via pela frente.

"Vermelho, amarelo e azul" - 1925

Aos poucos foi colorindo as telas com cores vibrantes e quentes novamente. Organizava as linhas, juntava ou sobrepunha as formas, criando composições plásticas maravilhosas.

Voltou à Rússia durante a Primeira Guerra, onde permaneceu até 1921. Fundou vários museus e reorganizou a Academia de Belas Artes de Moscou. Foi também professor da Bauhaus a partir de 1922.

"Sobre Pontos" - 1928

Escreveu “Ponto e Linha sobre o Plano” onde reflete sobre os elementos da linguagem plástica e suas correlações, colocando os problemas da abstração. Escreveu os artigos “Abstrato e Concreto”, “Cubismo e Abstrato” e “Abstrato ou Concreto?”. Estes artigos revolucionaram o “olhar” sobre a arte e os artistas da época.


          Tornou-se cidadão alemão em 1928. Em 1933, a Bauhaus foi fechada pelos nazistas e, em 1937, seus quadros foram confiscados. Em 1939 fugiu pra a França e em 1944 expôs pela última vez na galeria L’Esquisse em Paris. Faleceu na França em 1944.

"Linhas" - 1932


"Círculos" - 1943

"Gravitação" - 1945


Atividades: Pinturas realizadas em diferentes bases, seguindo o estilo de Kandinsky.

Objetivos:
a)  Conhecer a vida e as obras de Kandinsky, as características de sua pintura, as cores utilizadas e os temas abordados.
b)   Escolher uma obra da artista, fazer a leitura formal e interpretativa.
c)   Apropriar-se da obra e criar obras inéditas, com diferentes materiais.


Atividade 01 – Releitura de Kandinsky – “Sobre pontos”


Material: EVA de várias cores, Cola de EVA Acrilex, Crystal Cola Acrilex, régua e tesoura.

Modo de fazer:
a) Inspirando-se na obra “Sobre pontos” de Kandinsky, desenhe em EVA várias formas geométricas.
b)  Cole-as sobre um retângulo de EVA utilizando a Cola para EV A. Espere secar.
c)  Faça pontos e linhas sobre as formas utilizando Crystal cola


Atividade 02 – Releitura de Kandinsky – “Sobre pontos”


Material:  Cola branca, Giz de Cera Triangular Acrilex), lápis preto, cartolina branca ou papel verge, color set preto, régua e tesoura.

Modo de fazer:
a) Inspirando-se na obra “Sobre pontos” de Kandinsky, faça um desenho sobre a cartolina.
b) Passe uma camada bem grossa de cola branca sobre todo o desenho. Espere secar até que a cola fique transparente.
c) Passe o Giz de cera triangular deitado sobre a cartolina. Primeiro uma cor e, se quiser, depois outra.
d) Proponha aos alunos que façam uma moldura com o papel color set preto ou colorido.


Atividade 03 – Releitura de Kandinsky “Preto e violeta” – Pintura em camiseta


Material:  Tinta para tecido Acrilex (várias cores, inclusive branco), Tinta Dimensional  Acrilex (várias cores, inclusive branco), camiseta, cartolina, lápis e pincel.

Modo de fazer:
a) Inspirando-se na obra ”Preto e violeta” de Kandinsky, peça aos alunos que escolham uma parte dela, que façam um zoom e desenhem na cartolina.
b) Recorte as partes e transfira para a camiseta.
c) Pinte o desenho com Tinta para tecido branco.
d) Em seguida, pinte com Tinta de tecido, cada pedaço de uma cor, sobre o branco.
e) Contorne com Tinta Dimensional branca.
f) Faça texturas com Dimensional de várias cores.


Atividade 04 – Releitura de Kandinsky – “Círculos”





Material: bandejas de isopor, Guache ou Tinta Acrílica Acrilex, Tinta Confetti Acrilex, tesoura e pincel.

Modo de fazer:
a) Recorte quadrados nas bandejas de isopor.
b) Inspirando-se na obra “Círculos” de Kandinsky, pinte círculos de várias cores nos quadrados de isopor. Espere secar.
c) Realce algumas partes pintando com Tinta Confetti. Espere secar.

Obs. 01 – Monte diferentes possibilidades artísticas com os quadrados pintados.

Obs. 02 – Faça móbiles pendurando-os. Para isso, fure os quadrados, amarre linhas ou fios de nylon e monte o móbile, juntando-os ou pendurando-os separadamente.

Obs. 03 - Recorte formas circulares (irregulares) com os papéis Ecocores 21 cores em tamanhos diferentes. cole-os de maneira que lembre os círculos de Kandinsky e faça uma árvore, um jardim de flores, flores onde um é o miolo da flor e os demais pétalas, enfim, crie novas formas.


Conteúdos trabalhados:
-        Leitura formal, interpretativa, releitura, vida e obras de Kandinsky.
-        Linhas, formas, cores, composição, sobreposição, movimento e harmonia.

Técnicas trabalhadas:
- Atividade 01 – Releitura de Kandinsky – “Sobre pontos” – Colagem com EVA e texturização com Crystal cola.
- Atividade 02 – Releitura de Kandinsky – “Sobre pontos” – Pintura com giz de cera sobre desenho feito de cola branca.
- Atividade 03 - – Releitura de Kandinsky “Preto e violeta” – Pintura em camiseta com Texturas de Tinta Dimensional.
- Atividade 04 – Releitura de Kandinsky “Círculos” – Bandejas de isopor + Tinta Acrílica + Tinta Confetti.

Possibilidades de trabalho:
- Inicialmente apresente aos alunos as obras de Kandinsky, escolha uma delas.
- Escolhida a obra, façam a leitura formal (linhas, formas, planos, cores, formas, etc).
- No segundo momento faça a leitura interpretativa da obra (O que vejo na obra? O que está representando, o que me lembra? Qual a mensagem que ela traz, etc).
- Fale sobre o artista Wassily Kandinsky, seu estilo, as cores usadas nas obras, o tipo de pintura, o abuso das linhas e das formas, etc.
- Fale com as crianças sobre o que acontecia no Brasil e no mundo na época e o que isso influenciou suas obras.
- Inspirado na obra escolhida, faça suas próprias obras utilizando diferentes materiais.
- Faça uma roda de conversa onde cada criança mostrará sua criação e contará o que aprendeu com o desenvolvimento da atividade, como foi o processo de criação, quais os novos conteúdos aprendidos e quais os relembrados.

Observação: Plano de Aula publicado no site da Acrilex – www.acrilex.com.br – link “Educadores” – Edição 09.

Observação: Para saber mais leia os livros “Comemorando e Aprendendo” I, II, III ou IV de autoria de Ivete Raffa – Editora Rideel.

Ivete Raffa
Arte educadora e pedagoga
Cursos para professores e Livros pedagógicos